sexta-feira, 27 de abril de 2012

Dilema pessoal

Tenho um dilema problemático.
Vocês ao lerem isto vão pensar que eu sou doida, e que devia crescer, mas não sei mesmo o que fazer.
Digamos isto em poucas palavras. Desistir, mas não ter coragem.

Eu no verão de 2010 comprei uma guitarra. Foi tipo prenda por ter passado de ano, boas notas, etc...

E perguntam e depois, qual é o problema?

Foi a segunda vez que fiz uma coisa destas e juro que é para nuca mais.
Ou seja, comprei uma coisa, pois deixei-me levar na conversa de outras pessoas.

Digamos, que esta foi uma situação em que queremos experimentar alguma coisa, mas quando finalmente temos oportunidade, vemos que não tem nada de especial e não tem nada a ver connosco. 
Eu tinha uns 4 amigos que tocam guitarra, e um até aprendeu sozinho, então pensei, aprendo sozinha e vocês dão umas dicas e ensinam-me mais umas coisas.
Burra, burra, burra!
(Depois mudámos todos de turma e nunca mais tive oportunidade de combinar umas aulas com uma amiga que toca super bem).
Pus-me a aprender sozinha com vídeos e livros, etc
Segundo os meus pais eu até estava a fazer progressos, mas pessoalmente eu sei que sou péssima, não tenho coordenação de dedos nenhuma! E o que é certo é que eu só ouvia barulho a sair do instrumento.
Comecei a analisar o que me levou do ponto A ao ponto B.
Basicamente, deixei-me levar numa ilusão, e depois como volta e meia falava no assunto, os meus pais chegaram à conclusão que o melhor era comprar uma guitarra para eu me calar com o assunto, e também para me fazerem feliz, pois estudei um mês inteiro para um exame que acabei por chumbar, então eu estava na fossa.

Estive todo o verão a praticar, apesar de ser péssima e desastrada, mas eu não desistia. Chegou o 12º ano, lá se foi o tempo e a dedicação, pois todas as semanas tinha trabalhos (e nem acredito que sofri tanto em AP, para este ano não haver!) o pouco tempo livre que me restava, eu preferi passá-lo com outras coisas mais frutíferas.

Conclusão, hoje a minha mãe tocou nesse assunto ao de leve. Pois a guitarra está encostada há 2 anos (ela não disse isso) Que o meu pai perguntou-lhe, se eu não queria ir fazer umas aulas pois já tenho carta e coisa e tal.
Primeiro, para o ano quero ir para a universidade, então lá se vai o tempo e disponibilidade.
Segundo, eu não quis explicações que achei que eram um desperdício de dinheiro, e agora vou a aulas de guitarra? E a crise e tal?
Terceiro, só a minha figura, com 19 anos a ir a aulas de putos... não isso não é para mim.
Quarto, cheguei à conclusão que não me vejo a tocar, foi um amor passageiro e agora perdi o interesse...

Sei que esta situação é ridícula. E disse à minha mãe que era horrível eu ir ter aulas com miúdos que têm muito mais talento que eu, que já estou velha para aprender a tocar um instrumento (sei que há quem discorde desta afirmação) e que depois quando for para a uni, não vou ter tempo e vou acabar por desistir.

Estou tão arrependida! Devia ter comprado uma mini guitarra no chinês e assim matava o desejo.
Sou mesmo estúpida, nunca penso nas coisas a longo prazo e acabo por perder o interesse. 
E sei que há muita gente assim, mas eu quando me quero dedicar, dedico. Mas está visto que eu cresci muito nestes últimos dois anos, pois eu estava numa situação de conforto que não me deixava crescer, e agora que saí da zona de conforto estou mais madura com as minha decisões, e sei que não posso jurar nada que o "peixe morre sempre pela boca", mas espero nunca mais decidir dedicar-me a uma coisa, para no fim, perder o interesse e acabar encostado...

Eu já sei que esta conversa vai morrer por aqui, e que a pobre guitarra vai acabar encostada mais uns 2 a 3 anos e no fim vai acabar por ser vendida ou despachada.
Até não me importava de fazer de conta que me dedicava outra vez, mas muito sinceramente tenho vergonha de ter alguém a ouvir os meus "barulhos". Sim, sou tão má a tocar guitarra que até tenho vergonha que os meus pais me ouçam a tocar...

Bom, peço desculpa pelo testamento, mas estava a precisar de ser sincera com alguém...

2 comentários:

  1. ès tu com isso e eu com as dietas. Começo sempre com determinação mas depois... Gastei dinheiro em ginásios, nutricionistas, bibicletas mas a longo prazo la está tudo acaba esquecido e volto ao mesmo :S

    Pensa assim, pelo menos tentas-te :D
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas é mesmo.
      É que já viste o dinheiro que vai para o lixo? Fico mesmo zangada, quando compro uma coisa e fica de lado.
      Mas deixa que eu também fiz um manguito ao ginásio, mas eu não pago nada...

      pois, eu tentei... e sou mesmo péssima
      Beijinhos ^.^

      Eliminar